Observar: o segredo para iniciar uma conversa de coração para coração

Você sabia que o simples fato de observar um comportamento ou uma situação e saber descrevê-la pode melhorar – e muito – seus relacionamentos? Vou te mostrar o porquê!

Imagine-se na seguinte situação: Você sai de casa para trabalhar e pede que seu filho adolescente lave a louça. Horas depois você retorna e, adivinhe, a louça continua no mesmo lugar! Imagine ainda que essa situação se repete ao longo da semana, de modo que todos os dias, de segunda a sexta-feira, você teve que assumir tal atividade mesmo depois de chegar cansado e estressado da rua.

Agora, pense como seria sua reação. Não sei você, mas já me imaginei dando aquela bronca: “Você nunca me ajuda! Você só se importa com você mesmo! Você não me ama!”

Se você também se imaginou dizendo tudo isso, é porque você, assim como eu, praticou a chamada “comunicação alienante”. Esse tipo de comunicação é baseado em críticas e julgamentos, o que nos afasta do nosso estado compassivo natural.

LEIA TAMBÉM:
Comunicação Violenta: reconhecendo e mudando
O que você gosta tanto de fazer que faria de graça?
Comunicação assertiva: criando empatia para o momento certo de falar

A comunicação alienante é carregada de ponto de vista, o que pressupõe a existência do certo e do errado. Voltando ao exemplo, você pode estar tão tomado pela raiva e pela indignação que deixa de reconhecer as outras coisas positivas que seu filho pratica, o julgando unicamente com base nessa situação.

Quando é dito “você nunca me ajuda”, as outras vezes que seu filho o ajudou são descartadas. Quando é falado “você só se importa com você mesmo”, mais uma vez você coloca seu ponto de vista. E, por fim, quando é dito “você não me ama”, você atribui a tarefa não feita à falta de amor.

Analisando assim, a miúdes, pode parecer um exagero, mas é assim que fazemos sempre que carregamos nossa fala de julgamentos e críticas! Ao invés de descrevermos o que estamos vendo, carregamos nossa fala de percepções, de achismos e opiniões. A falta de inteligência emocional não nos deixa observar o que de fato acontece e com isso provocamos no outro reações defensivas. Em nosso exemplo, se o objetivo era que seu filho percebesse o quanto você precisava de ajuda, o efeito causado foi completamente o contrário.

Quando nos dirigimos a alguém com uma comunicação alienante, essa pessoa cria uma barreira que também a impede de deixar florescer sua natureza compassiva.

E se ao invés de julgar e criticar, pudéssemos apenas observar e ser fiel aos fatos? “Contra fatos não há argumentos.”

E se no lugar de “você nunca me ajuda”, você dissesse “essa semana você não lavou a louça em nenhum dos dias que pedi”? No lugar de “você só se importa com você mesmo” dizer “acredito que nesta semana você esteve muito atarefado e por isso não pode lavar a louça em nenhum dos dias que pedi”? Se ao invés de “você não me ama” perguntar o que houve com seu filho que ele não pode ajudá-lo em nenhum dia da semana?

E dizer assim, como se nada tivesse acontecido? Não, pelo contrário! É dizer assim, com base no que aconteceu!

“Observar sem avaliar é a forma mais elevada de inteligência humana.” – J. Krishnamurti, filósofo indiano

Eu não disse que seria fácil, mas uma coisa eu garanto, observar sem julgar é uma ferramenta preciosa para quem deseja resolver um conflito de forma pacífica, de modo que a relação seja enriquecida e não destruída!

Ao dizer ao outro apenas o que você observou, poupando-o de suas críticas e julgamentos, você se conecta a ele, podendo até mesmo a ajuda-lo a perceber e avaliar as próprias atitudes. Além disso, você gasta menos energia se desgastando com brigas e fomentando mágoas e tristezas.

Que tal fazer um teste? Da próxima vez que alguém fizer algo que lhe irritar, experimente observar, apenas observar! Tire seus filtros, suas lentes e suas opiniões. Apenas observe. Isso será enriquecedor para você, para o outro e para suas relações!

Entusiasme-se, desenvolva-se e seja mais feliz!

Por Humberta Carvalho

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s