Comunicação Violenta: reconhecendo e mudando

O ser humano, em geral, assume uma comunicação violenta diante de situações de conflito. A comunicação violenta que me refiro aqui não é a agressão verbal em si, mas sim o que se pode chamar de violência passiva, aquela que gera raiva na vítima. Ou seja, é uma violência na forma de falar que acaba por fomentar o conflito ao invés de resolvê-lo.

Por que nossa comunicação é violenta? Nós nos comunicamos baseados em padrões de defesa, recuo ou ataque, principalmente diante de críticas e julgamentos. Isso significa que quando somos criticados ou julgados, nossa reação natural e automática é se defender, recuar ou atacar. A escolha é feita com base na personalidade de cada indivíduo, mas o que ocorre é que normalmente adotamos uma dessas reações.

Por que isso acontece? Isso acontece porque estamos o tempo todo em busca de aceitação. A rejeição nos assusta! Queremos expor (e muitas vezes impor) nossas verdades e fazer valer nossas ideias e pensamentos e quando somos criticados, adotamos algum desses comportamentos para nos defender.

DESAFIO

Pare e pense: Como você se comporta quando é criticado? Que inferências faz? O que você pensa ao ser criticado? Você aceita a crítica como um ponto de partida para uma melhoria ou já escuta pensando em como se defender, recuar ou atacar a pessoa que está te dirigindo a crítica?

Quando passamos a observar nossa forma violenta de nos comunicar, começamos a perceber com mais facilidade a violência passiva e a aceitar que praticamos a comunicação violenta. Esse é um ponto de partida importante: observar nosso comportamento para iniciar uma mudança.

Isso não significa que ao eliminar esse comportamento você se tornará uma pessoa dócil ou vulnerável, mas sim que vai substituir atitudes negativas por atitudes positivas diante de uma situação de conflito. Isso fará com que você seja mais assertivo e tenha mais sucesso para resolver seus conflitos de forma pacífica.

LEIA TAMBÉM:
O que você gosta tanto de fazer que faria de graça?
Comunicação assertiva: criando empatia para o momento certo de falar
Um novo paradigma para uma mudança concreta

Outro benefício de observar e tomar consciência dessa comunicação violenta é que a partir disso podemos reformular nossas reações diante de uma crítica. Se hoje você recebe uma crítica pensando em como vai se defender, você pode pensar em outras maneiras de recebê-la, como um feedback, por exemplo. Assim você evita levar a crítica para o lado pessoal, tirando dela apenas o que é importante para o seu desenvolvimento pessoal, e evita situações de confronto.

Te convido a, a partir de hoje, observar como você se comporta diante de críticas e julgamentos, a fim de que reconheça seu comportamento violento e pense em maneiras de como reformulá-lo, o trazendo para o lado positivo, e gerando, assim, benefícios para sua vida e para a vida dos outros.

Entusiasme-se, desenvolva-se e seja mais feliz!

Por Humberta Carvalho

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s