Gratificação: a recompensa que gera alegria e bem-estar

Alguma vez você se sentiu bem por ajudar alguém a atravessar a rua, carregar as compras, por doar uma cesta básica ou mesmo por orientar uma pessoa que estivesse desorientada? Se você já viveu alguma dessas experiências e se sentiu bem, saiba que você vivenciou o sentimento de gratificação.

No dicionário, gratificação quer dizer “pagamento adicional, não condicionado à obrigação contratual, concedido a um funcionário como gratidão à sua colaboração ou como prêmio aos resultados do trabalho.” Já o sentimento de gratificação está ligado à satisfação interior, ao sentimento de recompensa e de emoções positivas que culminam em orgulho, alegria, realização e bem-estar. É como se ao fazer algo bom, você fosse recompensado por aquilo, recebendo em troca a satisfação.

Nos últimos dias, vivenciei uma experiência que muito me alegrou e gerou esse estado de gratificação. Consegui fazer uma amiga enxergar que o trabalho dela pode ser gratificante, mesmo que em sua função ela tenha que realizar a mesma atividade todos os dias… Começamos com ela dizendo que o trabalho ideal era o que ela está atualmente, pois atua em sua área de formação, e que o salário é compensatório, mas, ao contrário do que se esperava após essa descrição, ela não sente prazer em sua atividade e que fazia o possível para não estar na empresa. Os cinco minutos de tolerância são, religiosamente, usufruídos por ela no início e no final do expediente.

LEIA TAMBÉM:
Inverdade virtual: queremos uma vida plena, cheia de propósito e significado
Tenho um sonho, construo meu sonho
Resiliência: seguindo em frente com flexibilidade

Mas se ela atua em sua área de formação (escolhida por afinidade) e é bem remunerada por isso, por que não sentir prazer, por que chegar mais tarde e sair mais cedo todos os dias, evitando ao máximo estar presente no local de trabalho? É simples, ela sente que seu trabalho não é gratificante, ou seja, ela não vê propósito no que faz.

Em menos de dez minutos, consegui com que ela percebesse como seu trabalho pode ser significativo, desde que ela aplique em sua atividade diária aquilo que ela tem de melhor – no caso dela, a vontade de servir e ajudar o próximo. Descobri que a função exercida por ela é parte de um processo que colabora com estudos de diversos pesquisadores. Dei uma sugestão: já pensou em colaborar com esses estudos? E se, ao invés de apenas fazer tecnicamente seu trabalho, ela pudesse contribuir com esses estudos apresentando suas percepções sobre os resultados adquiridos diariamente?

Como uma cortina que se abre e deixa a luz entrar em um ambiente ermo, pude perceber o semblante dela mudar… Ela começou a vislumbrar a possibilidade de ser parte de algo maior e não ter que apenas fazer o mais do mesmo todos os dias… Quando finalizamos nossa conversa, ela já estava bem mais maleável e aberta a novas formas de como fazer a atividade de todos os dias de forma diferente. Percebi que nossa conversa a encorajou e entusiasmou a ser melhor. Instantaneamente, recebi minha gratificação!

O sentimento de alegria me invadiu a alma e eu me senti bem, feliz, realizada. O orgulho tomou conta do meu peito, pois sei que o resultado daquela conversa foi positivo e fará a vida dela! Cumpri, naquele dia, o meu propósito de entusiasmar o próximo.

Este é apenas um exemplo para mostrar como é possível sentir-se realizado nas pequenas coisas. É possível ser feliz ajudando alguém a atravessar a rua, ouvindo uma pessoa que precisa de atenção, ensinando ou orientando quem quer e precisa ser orientado. Basta colocar em prática aquilo que sabemos fazer de melhor! E você, o que faz de melhor?

Entusiasme-se, desenvolva-se e seja mais feliz!

Por Humberta Carvalho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s