Afinal, o que é PNL?

Hoje, vou te explicar algo muito simples, porém, valiosíssimo… PNL. Mas, afinal, o que é PNL? Alguns arriscam dizer, outros não fazem ideia. Eu não fazia ideia! Vou te explicar rápido e claramente com a metáfora abaixo:

Um menino perguntou à sua mãe: “O que é PNL?”
Sua mãe disse: “Já vou lhe dizer, mas primeiro você terá que fazer algo para que possa compreender. Vê seu avô ali na poltrona dele?”
“Sim”, disse o menino.
“Vá até lá e pergunte-lhe como vai sua artrite hoje?”
O menino foi até o avô: “Vovô”, disse ele, “Como está sua artrite hoje?”.
“Bem, está um tanto ruim, filho”, respondeu o velho. “Sempre fica pior quando o tempo está úmido. Quase não consigo mexer os dedos hoje”. Uma expressão de dor atravessou-lhe a face.
O menino voltou para a mãe: “Ele disse que estava ruim. Acho que ele sente dor. Você vai me dizer o que é PNL agora?”
“Em um minuto, prometo”, respondeu a mãe. “Agora vá lá e pergunte ao vovô qual foi a coisa mais engraçada que você fez quando era pequeno.”
O menino foi até o avô: “Vovô”, começou, “qual foi a coisa mais engraçada que fiz quando era bem pequenininho?”
O semblante do velho se iluminou. “Bem”, sorriu, “houve muitas coisas”. Teve a vez que você e seu amigo brincaram de Papai Noel e espalharam talco pelo banheiro todo dizendo que era neve. Eu ri muito – mas eu não precisava limpar tudo”. Fitou a distância com um sorriso.
“E depois teve aquela vez quando eu o levei para passear. Era um dia lindo e você cantava uma música infantil que acabara de aprender. Cantava alto. Um homem passou e olhou para você com cara feia. Achou que você fazia barulho demais. Pediu-me que lhe dissesse para ficar quieto. Então, você se virou para ele e disse: “Se você não gosta quando eu canto, você pode ir ferver a sua cabeça”. E continuou mais alto ainda…” O velho riu.
O menino voltou para sua mãe. “Você ouviu o que o vovô disse?” Perguntou.
“Sim”, respondeu a mãe. “E você mudou o que ele sentia com algumas palavras. Isso é PNL”.

Programação Neurolinguística é o estudo daquilo que não sabemos, que não sabemos. Tudo que está guardadinho no nosso inconsciente, e por esse motivo não temos consciência disso. Ou, em outras palavras, é o estudo de como processamos e recebemos os estímulos ao nosso arredor, e como reagimos a esses estímulos, consciente e inconscientemente.
Simples, não é mesmo?

Por esse motivo continuarei escrevendo dicas pra você usá-las a seu favor. Talvez você queira até usá-las também para beneficiar os seus especiais, como no texto acima.

Por Kris Daiana

Leia mais artigos da colunista Kris Daiana: https://goo.gl/hqfGml 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s