Manifesto da Felicidade

Desde quando usar um chapéu se tornou tão estranho? Desde quando perdemos nossa capacidade de sermos diferentes? Sinceramente, não sei bem se estou ficando louco ou se o mundo enlouqueceu, mas de verdade: o que está acontecendo?

Para onde estamos caminhando? Em que época ficaram os pensadores, os artistas, os jovens românticos, os revolucionários e, principalmente, os seres humanos? Cadê eles? Alguém os viu por aí? Foram extintos e substituídos por seres quase humanos, robôs automatizados para serem quase iguais, vestirem as mesmas roupas, usarem o mesmos celulares, estudarem as mesmas matérias e terem todos os mesmos pensamentos (se é que ainda os têm) e, assim, as mesmas angústias, os mesmos traumas, as mesmas doenças e a mesma insanidade de não ver que as coisas não deveriam ser assim.

Sim, pareço um louco bradando ao vento palavras soltas, mas não posso mais me calar. Na verdade, não podemos mais… Sério, o que está acontecendo? O que de fato estamos fazendo ou construindo?

Cadê os homens e, principalmente, as mulheres que foram feitos à imagem e semelhança do Criador? Cadê os nossos sonhos? Cadê os meus sonhos? Cadê os seus sonhos? 
Até quando vamos acreditar que está tudo bem?

LEIA TAMBÉM:
Quando quero que o outro pense igual a mim…
Quer controlar sua vida? Controle seus pensamentos
O que seu corpo quer te dizer?

Nós nascemos, crescemos aprendendo um monte de porcaria, contraímos um bando de crenças limitantes, nos tornamos jovens rebeldes; ou quietos demais; ou diferentes demais; ou, simplesmente, normais demais… E depois, adultos deprimidos, doentes esquecidos, “normais” fingidos que almejam ter na aposentadoria o último sopro de uma vida que nunca aconteceu.

Não me considere pessimista, nem alarmista, não é a intenção. Aliás, me considere muito mais do que você possa imaginar, sabe por quê? Porque eu tenho a convicção de que você é muito maior e muito melhor do que você mesmo hoje poderia imaginar! 

Nós somos iguais sim, porque somos todos diferentes! Somos grandes criadores, deuses, deusas, budas, mágicos que se esqueceram como se faz, ou que fingem que se esqueceram… Somos todas senhoras e senhores do nosso destino, que o diga Mandela, Dalai Lama, Steve Jobs, Obama, dentre outros milhares de bons exemplos que insistimos em ignorar.

Até quando ficaremos na frente de uma TV assistindo a desgraça da vida real, e, o pior, sem perceber que amanhã seremos nós a triste notícia no chamariz do noticiário: “tá lá mais um corpo estendido no chão”? Sério, vamos largar a hipocrisia geral que insistimos em viver e da qual tanto reclamamos e vamos começar a acreditar que sim, podemos mais que isso. Somos todos seres humanos, humanos, não selvagens, não máquinas programadas pra destruírem seu planeta e sua saúde em troca de dinheiro e de pretensões materiais.
Estamos todos no mesmo time, na mesma equipe, somos uma só tribo. 

Não me venha com “chorumelas”, chega de desculpas e esperanças perdidas… É hora de voltar a ser Humano…. Está na hora de aprender a ser feliz e aprender a viver, não a sobreviver. 

É o seguinte: se eu não for assassinado até quando você ler esse texto, o que é muito pouco provável, pois nem sou tão importante assim (ainda, rs….), e se você chegou aqui até aqui no texto (o que é menos provável ainda), me faz um favor? Compartilhe uma mensagem, um post, um twitter, um SMS, um e-mail ou um pensamento que seja, não esse (se bem que pode compartilhar, tá!?), mas alguma coisa que reflita o que você pensa e é de verdade. Mande um e-mail pra seus amigos, familiares, parceira e conte o seu sonho. Não deixe mais isso pra depois.

Na boa, vamos parar de brincar de que está tudo bem. Vamos começar a nos redesenhar, a acreditar que o mundo é um pouco mais que isso, que a felicidade não é um objetivo, e sim, um dom que podemos desfrutar todos os dias. Reflita sobre o seu propósito ou será que você é tão ruim assim que não está aqui para isso? 

Eu pelo menos achei o meu para essa ocasião ou quem sabe para vida toda, passar uma mensagem para você e te apoiar no que precisar. Mas, se você ainda não acredita em nada dessa bobagem toda… “Véi, na boa, deixa meu chapéu em paz”!

Ps: Sou do bem, um eterno amante das pequenas coisas, das coisas perfeitas, que por serem imperfeitas, são muito mais perfeitas. Paremos, por favor, de falar coisas que só nos levam a nos diminuir. Eu sou perfeito, todos nós somos. Perfeitos com nossos erros.

Por Emerson Tokarski 

ESTE ARTIGO CONTRIBUIU COM VOCÊ? ENVIE-NOS UM E-MAIL CONTANDO SUA HISTÓRIA:contato@potencialmaximo.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s