Que mulher você quer ser?

Ser mulher não é uma atividade das mais fáceis. Além das tantas obrigações que o gênero nos impõe, ainda lidamos com as cobranças externas, advindas da sociedade. Muitas de nós assumimos até papeis que não são nossos e cruzamos jornadas duplas, triplas e quantas mais for preciso.

Cada uma de nós idealiza, desde a infância e adolescência, a mulher que deseja ser no futuro. As previsões são as melhores possíveis, até que a gente cresce e assume os papeis que a vida nos deu. E aí percebemos que nem tudo saiu como o planejado. Foi a carreira que não decolou, aquele romance que não deu certo, a independência financeira que veio a passos lentos e as tão sonhadas viagens que tiveram de ser canceladas. O casamento e a maternidade também saíram dos planos.

Que mulher você quer ser?

A sociedade luta incansavelmente pelos direitos da mulher, mas infelizmente o mundo ainda não alcançou a maturidade necessária em relação a esse tema. E enquanto isso, muitas cobram de si mesmas aquele sucesso planejado na infância e exigido pelos outros. Mulheres frustradas existem na mesma proporção – ou mais – que mulheres realizadas em suas vidas. Essa triste realidade acarreta na falta de plenitude do ser mulher.

LEIA TAMBÉM:
Caminhos de reciprocidade: as consequências do “euísmo”
Quem não conhece bem os bastidores pode julgar mal o ator
Kit de primeiros socorros para feridas emocionais

Sentir-se plena é uma busca que não deve ser abandonada. Mas para alcançá-la é preciso refletir e decidir: que mulher você quer ser?

Por vários motivos, muitas de nós assumimos papéis nos quais não gostaríamos de estar. E isso é natural do ser humano que vive em sociedade. Mas o ponto crucial e que vai te levar à plenitude é a definição de que mulher você almeja ser e como torna-se ela. Para isso não existe outra solução a não ser fazer uma autoanálise, identificando onde você está e como se mover até onde deseja chegar.

Esse processo exige autoconhecimento e aceitação. Autoconhecimento para identificar a fundo seus desejos e os valores dos quais não abre mão e aceitação para acolher com autenticidade a sua vontade em função dessa plenitude.  Em outras palavras, saber o que você quer e ter pulsos firmes para assumir e viver a vida que deseja levar.

“Sua plenitude advém de uma paz interior e da integridade – seus sentimentos, crenças, princípios, ações, tudo em harmonia.” (Karen Katafiasz)

Conheça a si mesmo! Dedique tempo a bater um papo com você, a reconhecer suas vontades, desejos e sonhos. Depois, questione-se: como posso alcançar tudo que quero? Planeje-se para ser a mulher que você quer ser. Muitas coisas estarão em seu caminho, mas as use a seu favor. Por último, respeite seu tempo e o tempo do universo.

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.” – Eclesiastes 1

Entusiasme-se, desenvolva-se e seja mais feliz!

Por Humberta Carvalho

Texto publicado originalmente no blog Melhor de Mim.

ESTE ARTIGO CONTRIBUIU COM VOCÊ? ENVIE-NOS UM E-MAIL CONTANDO SUA HISTÓRIA: contato@potencialmaximo.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s