O OPOSTO DA GRATIDÃO É A INVEJA

Você deve estar se perguntando, não seria a ingratidão? Sim, mas você já parou pra pensar como é o comportamento das pessoas ingratas? Elas sempre acham que o mundo, as pessoas e a vida são injustos; quase nunca reconhecem o que fazem por ela, nem mesmo o que recebem de Deus; estão sempre se queixando de algo, colocando defeito em tudo; na opinião delas o outro é sempre mais feliz, as coisas do outro são sempre as melhores, o outro tem mais sorte, mais poder, mais brilho… É claro que muitos desses sentimentos elas guardam somente para si, como se fosse possível esconder por muito tempo. Pessoas assim podem estar no meio de um naufrágio que se forem salvas por um pequeno bote, reclamam; tudo o que fazem por elas é pouco.

Você já percebeu o quanto a vida nos dá presentes incríveis e não percebemos, muito menos agradecemos? São várias as situações, quer ver só um exemplo? Pense nas pessoas que conheceu nos últimos tempos e que de alguma maneira fizeram diferença pra você. Pode ser a balconista da padaria que te atendeu quase no final do expediente em plena segunda-feira, cansada e ansiosa para ir embora, mas nem por isso ela deixou de te atender com simpatia, te olhou nos olhos, sorriu como se o dia estivesse apenas começando e te disse palavras motivadoras (isso aconteceu comigo essa semana); pense na pessoa que por “acaso” você encontrou no elevador, conversou cinco minutos com ela e aprendeu mais do que costuma aprender em conversas prolongadas (isso também aconteceu comigo essa semana).

Presentes assim muitas vezes passam despercebidos por causa das diversas distrações, muitas delas relacionadas à nossa busca desenfreada pelo “ter” e isso acaba nos afastando do real sentido da vida que é deixar de existir para “ser”, quanto menos “somos”, menor é a nossa capacidade de agradecer.

É quando o nosso coração não é grato que abrimos espaço para a inveja. Essa foi uma das coisas que aprendi com a pessoa que me referi sobre a conversa rápida no elevador (uma neuropsicóloga fantástica). Forte, não? Mas faz todo o sentido. Veja bem, se a gratidão é gerada pelo reconhecimento sobre algo de bom ou de ruim que alguém te fez e que te trouxe aprendizado, a falta de reconhecimento pode resultar em quê? Creio que entre tantas respostas a inveja seja uma das que mais se encaixa.

Você deve conhecer a história de pelo menos uma pessoa que ajudou muito uma outra pessoa e depois de um tempo se sentiu traída, apunhalada pelas costas… tente se lembrar se essa pessoa costumava ter atitudes de gratidão, eu acho que isso deve ter sido pouco provável se de fato ela realmente agiu levianamente, consciente ou inconscientemente, a ponto de apunhalar a outra pelas costas. Pessoas verdadeiramente gratas não sentem inveja, pois o coração delas está tomado de gratidão e não há nada de ruim que possa sobreviver dentro do mesmo espaço. Junto com a gratidão só cabem sentimentos sublimes como o amor, a alegria, a paz, a compaixão.

A melhor forma de evitar o sentimento da inveja é praticando o sentimento da gratidão. Então, agradeça ao máximo por tudo que puder!

Por Shirley Brandão

ESTE ARTIGO CONTRIBUIU COM VOCÊ? ENVIE-NOS UM E-MAIL CONTANDO SUA HISTÓRIA: contato@potencialmaximo.com.br

LEIA TAMBÉM:
Pense Somente Coisas Boas
Ser feliz é simples assim?
A primeira impressão é a que fica?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s