Como a resiliência pode fazer de 2016 um ano melhor

Iniciamos mais um ano cheio de expectativas. Todos nós sabemos que 2015 retratou o início dos nossos piores problemas. Além de todo o rombo nas contas públicas, a retração da economia, alta do custo de vida em função da inflação, aumento do desemprego e queda da atividade industrial e econômica, o governo sangrou boa por boa parte do ano, ao sofrer um eminente, porém constitucional, processo de impeachment. Totalmente perdidos e sem base de apoio no combalido Congresso Nacional, nossos governantes não são capazes de executar uma agenda positiva nesse país. Se espera sempre com angústia e indignação mais uma etapa da moralizante operação “Lava Jato”.

A esperança quase inexiste, e para sair da crise e ser bem-sucedido em 2016, tanto na vida pessoal quanto profissional, precisamos de autoconhecimento. Saber nossas limitações, desafios, nossas próprias forças e usá-las produtivamente. Apesar das notícias ruins, precisamos de ter fé, automotivação e uma atitude positiva; saber lidar com nossas emoções, stress e os reveses da vida. Ter empatia e perceber os sentimentos do próximo, ouvir e entender o ponto de vista alheio nos tornarão mais humanos, otimistas e solidários. Ter habilidade no convívio social e relacionamento interpessoal nos farão dialogar mais e melhor, na busca de saídas para nossas crises e dificuldades. São esses os principais desafios para aqueles que querem ter um 2016 melhor e mais favorável.

Um dos primeiros passos para adquirir essas habilidades é desenvolver a resiliência. Sim, essa vai ser uma das atitudes mais assertivas a serem tomadas no atual cenário de crises de recessão econômica que estamos enfrentando. Mas o que é resiliência? É a capacidade concreta de retornar ao estado natural de excelência, superando uma situação crítica. Segundo o dicionário, é a propriedade pela qual a energia armazenada em um corpo deformado é devolvida quando cessa a tensão. A definição mais adequada, se contemporizarmos com nosso momento, seria transformar toda energia negativa de nossos problemas em soluções criativas.

O brasileiro é considerado, mundialmente, como um povo persistente e inovador. Que 2016 seja um ano de superação e resiliência a todos nós. Que a esperança, ainda que pareça distante, possa renascer em nós vencendo o medo e as incertezas. Só depende de nós!

Por Fernando Henrique Freire Machado é gerente de suprimentos da Metrobus Transportes Coletivos S/A, pós-graduado em Marketing e Gestão de Pessoas, Secretário Geral do PHS Goiânia-GO.

ESTE ARTIGO CONTRIBUIU COM VOCÊ? ENVIE-NOS UM E-MAIL CONTANDO SUA HISTÓRIA:contato@potencialmaximo.com.br

LEIA TAMBÉM:
Três perguntas de ouro que vão te fazer refletir sobre a fofoca
Sabe aquilo que você nunca faz em dias ensolarados? Guarde para os dias de chuva!
Sobre a verdadeira beleza da vida: o “ipê amarelo” e a “pata de vaca branca”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s