Amarás ao teu próximo como a ti mesmo, exceto se…

Ter uma crença é algo mais que precioso. Ainda mais se tratando de tempos tão conturbados. É tanta notícia ruim que tem dias que prefiro não acompanhar os noticiários, mesmo sendo jornalista. Notícia boa é raro de ver. Fico encabulada de ver a ênfase dada pelos jornais quando uma pessoa encontra algo de valor – como dinheiro – e devolve ao dono. Mas isso não é o correto? Por que tanta divulgação?

Sou cristã. Já estive evangélica e hoje estou católica. E não me importo de transitar entre as religiões cristã, pois o importante, considero, é ser religioso e não ter religião. Muitos discordarão, mas este é um espaço democrático, então tudo bem!

Independente da religião que sigo e até por ter participado de duas culturas religiosas tão diferentes que na história da humanidade sempre foram vistas como “rivais”, aprendi uma lição muito preciosa: acredite em algo (como um Ser Superior) e faça o bem às pessoas.

Na Bíblia Sagrada de qualquer igreja não será encontrada nenhuma passagem afirmando que Jesus era católico, evangélico, espírita, umbandista, ou de outra religião. No Livro, as palavras do (para mim) Filho de Deus são claras: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Marcos 12:31).

Amar ao próximo significa amar as pessoas, todas elas. Vejamos, a Bíblia não diz “amarás ao teu próximo como a ti mesmo, exceto se…”. Infelizmente, muitas pessoas incluem a exceção: “exceto se for feio, exceto se for doente, exceto se for negro, exceto se for pobre, exceto se for chato, exceto se for homossexual”, etc.

Como já mencionei, vivemos em um mundo tão conturbado, cheio de coisas e pessoas ruins, com tantas tragédias e corrupções, que nada mais importa que amar ao próximo. E aqui vai uma definição de amor: Amar não é sentimento, amor é atitude, comportamento.

Amar ao próximo não é olhar para o motorista que está no carro ao lado no sinaleiro e ter por ela um sentimento tão profundo que corações vão lhe saltar os olhos, igual a ‘carinha’ do WhatsApp. Amar é respeitá-lo no trânsito, ser cordial, dar passagem

Amar é o comprometimento de fazer sempre o melhor para o próximo, mesmo que ele não ache que seja o melhor, como acontece na relação de pais e filhos, quando uma mãe proíbe o filho de fazer alguma coisa porque sabe que daquele jeito será melhor para ele.

Amar ao próximo é ajudar. E ajudar nem sempre é apenas dar dinheiro no sinaleiro, doar roupas ou alimento. Ajudar é ouvir, é sorrir, agradecer, perdoar, dar uma palavra de consolo ou ensinar algo bom.

Quando o amor ao próximo é vivenciado, cria-se uma energia positiva capaz de mudar o dia – e por que não a vida! – das pessoas. Em que situações da sua vida e do seu dia a dia, você pode praticar o amor ao próximo? Experimente!

Entusiasme-se, desenvolva-se e seja mais feliz!

Por Humberta Carvalho

ESTE ARTIGO CONTRIBUIU COM VOCÊ? ENVIE-NOS UM E-MAIL CONTANDO SUA HISTÓRIA:contato@potencialmaximo.com.br

LEIA TAMBÉM:
A vida é um moinho. Aproveite cada volta!
O que faz o ano ser novo é você!
Faça Mais e Melhor

Anúncios

Um comentário sobre “Amarás ao teu próximo como a ti mesmo, exceto se…

  1. José Carlos Machado Lopes disse:

    O amor incondicional foi o grande legado de Jesus. Também sou adepto desta filosofia de vida: fazer o bem se importar a quem. O seu artigo renova este compromisso. Este é o caminho. Sigamos em frente!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s